A evolução da aplicação de Metodologias Ágeis muda não somente como as empresas pensam seu trabalho, mas também como elas moldam seus times. Nesta ideia de equipes cross-funcional  e que surgiu o Squad, que ganhou maior visibilidade após ser divulgada de como a  Spotify, empresa sueca de streaming de música, organiza e estrutura seus times.

Squads

Squads são a unidade básica de organização dos times, geralmente em torno de uma feature, ou subsecção de uma funcionalidade. Podem ter até 10 membros, cross-funcional a ponto de conterem expertise dentro do grupo para desenvolver todos os aspectos do produto e definir suas prioridades alinhadas com o objetivo da empresa.

No modelo de Squad, não há uma figura de liderança formal. As lideranças são mais orgânicas, já que os times são auto-geridos. Eles se baseiam em aspectos técnicos e funcionais do trabalho e de seus projetos.

Não há também uma divisão funcional constituída de papéis tradicionais. Todos os envolvidos em determinado projeto trabalham conjuntamente e complementarmente, cocriando soluções.

Esses times são organizadas multidisciplinarmente, de acordo com as necessidades dos projetos da empresa.

Times Cross-funcionais

Porque voltar a este ponto? Porque os times cross-funcionais estão mais presentes nas organizações que desejam contar com equipes de alta performance. Elas diferenciam-se da concorrência por meio de serviços, produtos e atendimento inovadores.

Esses times tornam as organizações menos hierárquica e vertical do que as estruturas mais tradicionais e precisam ser compostos por colaboração profissionais com diferentes competências e perfis que atuem em diferentes atividades, onde não há espaço para a mentalidade do “a minha parte eu entreguei” e/ou “eu fiz o meu trabalho” . Todos trabalham para atingir um objetivo comum.

O impacto na comunicação é grande, pois ela exige mais dedicação, já que a interação é continua com pessoas de diferentes funções e expertises.

Quanto mais unido e sensibilizado em relação aos objetivos o squad for, maior será o benefício para a empresa e para a agilidade de seus processos.

Desvantagens dos times cross-funcionais

Nem tudo é somente vantagens, encontrei descrito em diversas postagens, questões relacionadas a autonomia, já que esse tipo de estrutura permite que os membros definam as prioridades. O alinhamento com os demais membros e a empresa deve ser muito afinada.

Acho que muito também deve se pensar em harmonia e formas de incentivar este afinamento. Isso passa muito pelo desenvolvimento das lideranças.  Mesmo que não se pense neste papel, alguém tem que comunicar para fora, representar o Squad em algum momento e ele deve realizar uma gestão bem diferenciada para dentro do sistema burocrático da empresa.

Enfim…

Squad é uma nova forma de se trabalhar, que pode e deva ser usado nas empresas, mas as empresas precisam ter uma nova visão, pensa no futuro e querer.

Pai do Pedro, Marido e Workaholic com vida social. Mais em https://www.edersonmelo.com/quem-sou/