Porque Agile Couch à Scrum Master

Você pode pensar, porque diabos alguém preferiria ser Agile Couch à Scrum Master. Fora o modismo, vamos entender um pouco mais sobre as diferenças e usar o exemplo da cultura ágil do Spotify®.

 

 

Hoje as empresas buscam por uma metodologia que possibilita ser mais ágeis em seus processos, principalmente quando falamos de desenvolvimento de software. A exemplo da  Spotify® lançada em 2008, a empresa era bastante focada em scrum. Scrum é uma abordagem de desenvolvimento muito ágil e madura, e isso trouxe uma cultura fortíssima para a empresa baseada em times.

Após alguns anos de crescimento a empresa passou a ter inúmeros times. Desta forma, percebeu-se que deveriam adaptar algumas práticas do scrum , deixaram muitas regras do scrum como opcionais. Essa é a forma correta de entender o que é ser ágil, e que essa agilidade vai além do Scrum.

Assim a  Spotify® renomeou o scrum master para agile coach, assim, tendo mais líderes do que mestres em processos. Passou a usar o termo de squads no lugar de times scrum. Esses squads tornaram-se autônomos.

Scrum Master vs Agile Couch

 Na minha visão O Scrum Master é um incentivador, alguém que auxilia e motiva para que os problemas sejam resolvidos. Sendo, então, um líder e motivador com conhecimento profundo de toda a metodologia Scrum.

O Agile Coach além de englobar o conhecimento de um Scrum Master, ou seja, ter conhecimento sobre metodologia ágil (além do Scrum) também ter sobre coaching. Assim além de ser um líder ele pode desenvolver diversas funções dentro do processo de criação de software.

Enfim…

Não vejo o futuro onde tenhamos pessoas focadas em um único conhecimento, um especialista, mas em que este mesmo especialista posso ir além do seu próprio Mundo, sendo mais colaborativo e abrangente. Acredito que um especialista no futuro tenha sobre seu foco um tema guarda-chuva e não mais apenas um item.

 

Deixe uma resposta