Adote o desenvolvimento ágil

Segundo Steve Blank, a metodologia lean orienta que você implemente o chamado “desenvolvimento ágil”.

Diferente do modelo Waterfall, no desenvolvimento ágil são feitas várias entregas de versões do software ao longo do projeto, visando uma maior colaboração com o cliente, priorizando as suas necessidades.

Os princípios do ágil:

  1. “Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas”;
  2. “Software funcional mais que documentação abrangente”;
  3. “Colaboração do cliente mais que negociação de contratos”;
  4. “Responder a mudanças mais que seguir um plano”.

Já falamos de algumas aqui como o Scrum e Kanban. Lembra?

Quais são as ferramentas utilizadas pelo Lean?

Para tornar o trabalho mais eficiente, rápido e simples, o Lean se utiliza de algumas ferramentas.

Vou listar as que eu conheço.

  1. #Kaizen
  2. #Kanban ♥️
  3. Six Sigma 🖤
  4. Just in Time
  5. Objetivos #SMART
  6. #KPIs
  7. #5S
  8. #PDCA
  9. #Heijunka

Como Aplicar a Metodologia Lean?

Implementar o pensamento lean na é algo que demanda planejamento, esforço e abertura para a mudança.

Já escrevi no Fred anterior sobre as ferramentas que podem ajudar nesse processo: #SixSigma, #5S, #Canvas, #Kanban, entre outros. Além disso, algumas soluções tecnológicas também contribuem para otimizar operações e melhorar resultados.

Vamos hoje de Método Lean!?

A Filosofia da Gestão Lean pode ser expressada como:

Eliminação de desperdícios + aumento da eficiência operacional = resultados expressivos

No artigo Why the Lean Start-Up Changes Everything, escrito para a Harvard Business Review por Steve Blank, o autor menciona três princípios que devem ser seguidos:

1 – Enxugue o modelo de negócio com o Canvas; 2 - Teste as possibilidades com o Customer Development; 3 - Adote o desenvolvimento ágil;

Enxugue o modelo de negócio com o Canvas.

O Canvas está dividido em nove blocos e cada um é acompanhado de algumas perguntas que ajudam a definir seu conteúdo:

  1. Parcerias Principais: quais são seus principais parceiros e fornecedores e quais atividades vocês podem desenvolver juntos?
  2. Atividade-Chave: quais são as atividades mais relevantes para o seu negócio?
  3. Recursos: Quais são os principais recursos que seu negócio requer?
  4. Estrutura de custos: Quais são os custos mais importantes inerentes ao seu negócio?
  5. Proposta de valor: Qual problema está sendo resolvido ou necessidade está sendo suprida por meio de seu produto ou serviço?
  6. Relacionamento com os clientes: Que tipo de relação você deseja estabelecer com os seus clientes e como ela se integra ao seu modelo de negócio?
  7. Canais de comercialização: Através de quais canais os seus clientes querem ser alcançados?
  8. Segmento de Clientes: Quem são os seus clientes?
  9. Fluxo de Receita: Qual valor os clientes estariam dispostos a pagar e como eles gostariam de pagar?

Quais são os princípios lean?

Para entender mais sobre o lean, precisamos saber quais são os princípios desse conceito.

🔵 Valor para o cliente O primeiro princípio dessa metodologia está relacionado ao valor que o seu produto cria para os clientes;

🔵 Fluxo de valor Além de garantir que todos os processos gerem valor para o cliente, é essencial que eles estejam organizados em um fluxo de atividades que potencializem esse elemento;

🔵 Fluxo contínuo Os colaboradores precisam trabalhar juntos para gerar valor para o cliente. Um funcionário realiza uma parte de determinado projeto e passa para outro terminar o trabalho, de acordo com as habilidades e competências de cada profissional;

🔵 Produção puxada No modelo anterior de produção, as empresas realizavam atividades sem saber se os consumidores iriam efetivamente consumir os produtos. Já a metodologia lean trabalha de forma diferente, utilizando a chamada produção puxada;

🔵 Qualidade E por fim falamos da Qualidade, enxugar processos e recursos não é sinônimo de perder em qualidade. É preciso manter a perfeição dos produtos e serviços utilizando o mínimo de recursos necessários para a realização das atividades.

Você Sabe Quais os Benefícios do Six Sigma?

Vamos destacar alguns dos benefícios apresentados pelo Six Sigma.

  • Padronização e estabilidade dos processos;
  • Redução do estresse causado pelos problemas de qualidade;
  • Maior produtividade;
  • Redução dos custos causados por erros e retrabalhos;
  • Aumento da satisfação dos clientes internos e externos;
  • Ajuda a estabelecer o foco no cliente;
  • Torna os processos transparentes e gerenciáveis;
  • Permiti tomada de decisão baseada em fatos;
  • Fornece uma plataforma para crescimento lucrativo;
  • Alinha as metas organizacionais e de processos;
  • Estabelece uma linguagem comum e facilita a comunicação entre as pessoas e os fornecedores e clientes internos;
  • É guiado por desempenho, pois todos os projetos Six Sigma precisam ter um impacto tangível;
  • Motiva as pessoas porque tem um investimento significativo em treinamento ajuda a liberar tempo para inovação;
  • Gera confiança no pensamento científico tornará as decisões mais transparentes;
  • Envolve mudança de processos, em como as pessoas trabalham e elimina burocracia;

Existem outros, mas os pontuados são super importantes e interessantes para uma tomada de decisão.

Vamos conhecer a Equipe que faz o 6 Sigma acontecer

A estrutura hierárquica típica do Six Sigma é caracterizada pelos seguintes players:

🟡⚪ Yellow Belts(YB) e White Belts(WB): São os profissionais do nível operacional da empresa, treinados nos fundamentos do Six Sigma, além de dar suporte aos demais envolvidos, também ajudam a disseminar informações sobre as ferramentas e os processo?

🟢 Green Belts(GB): São responsáveis por liderar projetos de menor complexidade e não ficam integralmente dedicados à resolução de problemas;

⚫ Black Belts(BB): São os profissionais que lideram equipes na condução de projetos de alta complexidade e que devem possuir habilidades técnicas, tais como: Conhecimentos avançados do método e das ferramentas estatísticas, combinadas com habilidades gerenciais como: liderança, iniciativa, persistência, aptidão para trabalho em equipe, bom relacionamento interpessoal e facilidade de comunicação.

Os Black Belts, juntamente com os Green Belts, devem ser “agentes de mudanças que implementarão a Cultura Six Sigma na organização”.

⚫🖤 Master Black Belts(MBB): São profissionais que assessoram os Sponsors e Champions e atuam como mentores dos Black Belts e Green Belts, facilitando a comunicação entre eles.

Uma das funções do Master Black Belt é prestar assistência especializada em áreas que vão desde estatística até gestão de mudanças e estratégias de projeto e processo;

🏆Champions(CH): São os gestores ou diretores e possuem responsabilidades (juntamente com o Sponsor) como a seleção dos membros que formarão a equipe, a orientação estratégica (objetivos e metas) da equipe, estabelecimento do escopo geral dos projetos e remoção de possíveis barreiras para o andamento dos projetos;

🛡️ Sponsor(SP): É o responsável por promover e definir as diretrizes para implementação do Six Sigma e garantir que este esteja alinhado com a estratégia da empresa.

Método DMAIC Seis Sigma

No feed anterior falamos que a metodologia Seis Sigma é um sistema de gestão quantitativa, estruturada e disciplinada.

Na parte Estruturada propõe-se o trabalho por meio do método #DMAIC, que é bem semelhante ao #PDCA, e o uso de ferramentas estatísticas para monitorar e controlar a qualidade do processo. Esse método é dividido em 5 etapas:

Abaixo apresentamos uma descrição simplificada do método DMAIC e suas ferramentas:

🔵 Definir: definir os objetivos do projeto e entender/traduzir as necessidades dos clientes, identificar as métricas que estão relacionados aos objetivos do projeto;

🔴 Medir: medir o processo e suas diferentes partes, para determinar sua performance atual e quantificar o problema por meio de coleta de dados, ajudando a melhorar a compreensão sobre o fluxo de processo, localizar gargalos, permitir medir tempo de ciclo de atividades, identificar complexidades e desperdícios, identificar oportunidades para reduzir custos de processamento e identificar;

🔵 Analisar: obter um diagnóstico do processo em estudo e buscar as causas raízes da baixa performance, ajudando no aumento do conhecimento sobre o sistema, em relação às causas que atuam no processo e identificação de focos de mudança a serem desenvolvidos na fase Implementar a Melhoria Investigar o processo (cartas de controle, teste de hipótese);

🔴 Melhorias: propor, desenvolver e testar mudanças, ajudando na identificação das mudanças que efetivamente resultarão em uma melhoria. Propor e desenvolver mudanças (Matriz Impacto-Esforço);

🔵 Controlar: perpetuar os conhecimentos e as melhorias conquistadas, garantir que os resultados obtidos (melhorias de processos) se mantenham ao longo do tempo, ajudando na avaliação dos ganhos e alavancagem do processo de melhoria contínua.

Ainda a tempo, dentro de cada um destes itens existem algumas "ferramentas" para uso adequado em cada situação e futuramente talvez eu fale sobre eles.

Curte ai, compartilha, salva se gostou e ajudou.