Apesar do título questionar: O que te motiva? A intenção é gerar uma provocação pessoal em cada leitor. E escrever um pouco sobre o que tem me motivado a acordar todas as manhãs, principalmente as manhãs de segunda-feira e continuar como se tudo estivesse as mil maravilhas. Você pode se perguntar, mas e não está? Ter uma excelente formação, um bom emprego, bons colegas e parentes, conquistas pessoais e financeiras e assim por diante. Mas só isso é um motivador? Eu diria que isso são resultados das nossas motivações.

Só você pode saber realmente o que o leva a acordar cedo todas as manhãs para trabalhar. Porém, existem diversas formas de nos motivarmos, e é isso que quero explorar um pouco aqui hoje: o que gera esse motivo.

A palavra MOTIVAÇÃO deriva de “motivo”, que vem do Latim motivus, “o que impele, o que move”, de motus, particípio passado de movere, “impelir, colocar em movimento”. Temos daí que motivação é o seu motivo para a ação. E isso é algo interno, só seu.

Então o que me motiva a escrever este post? Escrever se tornou a forma de me expor, de transmitir conhecimento, sentimentos, compartilhar.

O que me motiva a escrever em outros blogs estilo gourmet? Mostrar que sou mais do que trabalho? Sei mais do que aparento e sei coisas simples, como cozinhar.

O que mais desafia uma pessoa é a possibilidade de fazer a diferença, de participar ativamente e contribuir. Recebo novas possibilidades de oportunidades diariamente, muitas me inscrevo para entender melhor e conversar. E o fato que tem ficado cada vez mais claro é a necessidade de sentir-se útil, fazer parte e ser escutado.

Para me manter motivado eu gero novas atividades pra mim mesmo, atividades que me motivem a continuar. Pequenos desafios pessoais, que possam impactar outras pessoas. Motivar seria a melhor palavra.

O que buscamos como motivador:

1.    Aceitação: saber que as pessoas ao seu redor gostam de você e do seu trabalho.

2.    Curiosidade: ter sempre que pesquisar e buscar coisas diferentes para incorporar no seu trabalho.

3.    Domínio: ter certeza que o trabalho a ser desempenhado está dentro da sua alçada de conhecimento e ao mesmo tempo te leva a melhorar.

4.    Honra: saber que você consegue passar seus valores para a sua equipe e seu dia a dia na empresa.

5.    Liberdade: não depender de outras pessoas para realizar o seu trabalho.

6.    Objetivo: saber que seu trabalho está alinhado com seu objetivo de vida ou que você está trabalhando para um bem maior.

7.    Ordem: ter um mínimo de ordem e estrutura na empresa para que você possa desemepenhar o seu trabalho.

8.    Poder: saber que sua opinião será ouvida e levada em consideração na tomada de decisão.

9.    Relacionamento: ter um bom relacionamento social com seus colegas de trabalho.

10.  Status: saber que você tem um bom cargo na empresa e é reconhecido por isso.

Seja transparente no que faz e nos seus objetivos. Isso é obrigatoriamente um lema. Não basta trabalhar, se errou, converse, aprenda. Aprender é o principal objetivo de ter passado por um erro. Mas não é motivo para esconder e causar algo maior. Nem sempre é uma caça as bruxas, as vezes é só um fator para nos motivar a melhorar.

Nãos esconda os sentimentos, insatisfação, frustração, felicidade, etc. Deve ser sim demonstrada, seja em um feedback ou em uma conversa mais casual.

Só não seja o chato que sempre está feliz demais ou chateado demais. Confesso que tenho meus momentos de reclamação também, poxa, afinal nem tudo esta sempre bem e alguém precisa ouvir.

“O segredo da existência humana consiste não somente em viver, mas ainda encontrar o motivo para viver” (Dostoievski)

 

Pai do Pedro, Marido e Workaholic com vida social. Mais em https://www.edersonmelo.com/quem-sou/