Caso não saibam, sou fã da Automattic, criadora da plataforma WordPress. Tanto as ferramentas quanto a metodologia de trabalho são fantásticas, futurísticas e muito e frente.

No Brasil a nova Legislação trabalhista pode ter aberto uma brecha que permite a modalidade Home Office, mas o quanto estamos maduros pessoal e profissionalmente para esta metodologia. Pensando em refletir sobre o tema, tenho estudado um pouco mais e identificado os casos mais conhecidos para analisar.

A exemplo de empresas 100% remotas, você sempre vai encontrar o case da Elastic, uma empresa de software, não possui escritórios, mas contava ou conta com 500 funcionários em cerca de 35 países. Para construir uma cultura comum, a empresa os reúne periodicamente, reunindo seus engenheiros nos EUA ou na Europa para se encontrar duas vezes por ano, disse o CEO Shay Banon . Quando os funcionários não se conhecem e suas únicas interações são via email, texto ou serviços de mensagens como o Slack,

Para evitar conflitos de escalada, Elastic mantém um canal de vídeo constante. “Uma das regras que temos é quando algo chega a um ponto de ebulição, vá ao vídeo e conversa”, disse Banon .

Mas veja a Automattic, a empresa de tecnologia criadora da plataforma WordPress.com, que tem um belo escritório em um armazém convertido em São Francisco, com tetos altos, uma biblioteca euma porta de celeiro customizada . Lindo demais o lugar, amistoso pelas fotos para se ir trabalhar.

Mas depois que sua CEO Matt Mullenweg chegou a conclusão que os empregados não estavam tão presentes assim, resolveu colocar o endereço 140 Hawthorne a venda.

A Automattic sempre deu aos seus 550 funcionários a opção de trabalhar remotamente; O espaço de San Francisco era um espaço de co-trabalho opcional, disse o porta-voz Mark Armstrong. A empresa mantém escritórios similares na Cidade do Cabo, África do Sul e fora de Portland, Maine, e dá aos funcionários um salário de US$ 250 por mês, se eles quiserem usar escritórios comerciais em outros lugares.

 

Mas se eles quiserem trabalhar na Starbucks, a Automattic pagará seu café. Imagina isso!?

Na contra partida da Automattic, em 2013, Marissa Mayer, então CEO do Yahoo, terminou a política de Home Office da empresa, informando aos funcionários em um memorando que para melhorar os resultados seria ” precisamos trabalhar lado a lado”.

Outra gigante, a IBM, considerada por muitos pioneira no trabalho remoto, comunicou seus funcionários nos EUA para começar a trabalhar em escritórios. O objetivo é tornar a força de trabalho da empresa mais ágil e, de forma semelhante ao objetivo do Yahoo, promover a criatividade através do trabalho ” lado a lado”.

Cerca de um quarto dos funcionários dos EUA trabalham remotamente total ou parcialmente do seu tempo, de acordo com Gallup. Há evidências de que esses funcionários trabalham mais horas do que seus colegas vinculados ao escritório.

 

Os cases citadas servem para analisar e tentar começar uma discussão mais elaborada nos próximos posts.

Pai do Pedro, Marido e Workaholic com vida social. Mais em https://www.edersonmelo.com/quem-sou/