Ciclo de vida da atividade Android

Pode parecer estranho, mas a forma que eu posto conteúdo não segue a ordem lógica do aprendizado, aviso caso não esteja acostumado com meus posts ;)

A ideia aqui e falar um pouco sobre o ciclo de vida da atividade do Android. Nada que você não encontre igual na documentação do Android.

Conforme o usuário navega pelo aplicativo, sai dele e retorna a ele, as instâncias Activity no aplicativo transitam entre diferentes estados no ciclo de vida.

A classe Activity fornece uma quantidade de callbacks que permite rastrear essas atividades.

Dentro dos métodos de callback do ciclo de vida, você pode declarar como a atividade deve se comportar quando o usuário sai e retorna dela.

Image

Por exemplo, se estiver construindo um reprodutor de vídeos de transmissão em sequência, você pode pausar o vídeo e encerrar a conexão da rede quando o usuário alternar para outro aplicativo. Quando o usuário retornar, será possível reconectar a rede e permitir que ele reinicie o vídeo de onde parou. Ou seja, cada callback permite que você realize o trabalho específico adequado a determinada mudança de estado.

Fazer o trabalho certo no momento apropriado e gerenciar as transições da maneira correta faz com que seu aplicativo seja mais robusto e tenha melhor desempenho.

Por exemplo, uma boa implementação dos callbacks de ciclo de vida pode ajudar a garantir que seu aplicativo evite os problemas a seguir:

  • Falhas se o usuário receber uma chamada telefônica ou mudar para outro aplicativo enquanto estiver usando seu aplicativo.
  • Consumo de recursos importantes do sistema quando o usuário não estiver usando ativamente o aplicativo.
  • Perda do progresso do usuário se ele sair do aplicativo e retornar mais tarde. *Falhas ou perda do progresso do usuário quando a orientação da tela mudar entre paisagem e retrato.

A ideia é entender o que acontece internamente quando operam e o que você deve implementar durante a execução deles.

Fonte(s): Google Android Developers